sexta-feira, 3 de maio de 2019

Você é feliz no seu trabalho?



Uma das coisas que mais gosto na vida é conhecer pessoas e me relacionar com elas. Eu acredito que a comunicação é uma arte, que todos nós deveríamos praticar. Entre outros benefícios porque faz bem para alma e nos faz seres humanos melhores, a medida que vamos aprendendo e nos transformando a partir das nossas relações. 

Geralmente, nas minhas conversas surge a necessidade de falarmos de trabalho e profissão e não faltam pessoas insatisfeitas ou infelizes com o trabalho que realizam. 

Geralmente, as respostas para esses problemas são sempre as mesmas: 

Não tenho reconhecimento onde estou
Não me dão oportunidades para crescer
Meu gestor/chefe está me adoecendo

A verdade é que isso realmente pode acontecer. Porém, se não tratamos de resolver o problema ele pode trazer consequências muito piores e um sentimento avassalador de frustração e impotência, adoecendo não somente nós, como aqueles que nos rodeiam. É uma espécie de virose.

Ignorar os problemas ou "empurrar com a barriga" esperando que alguém nos salve é o mesmo que jogar a toalha e desistir. 

Então o que podemos fazer? como podemos fazer? 

Parto do principio que não se pode esperar por mudanças sem ação e movimento. "Ah, Simara falar é fácil. Acontece que PRECISO do emprego e PRECISO aguentar". 

Entenda, você está exatamente aonde deseja e merece estar. Parece assustador dizer isso, mas essa é a verdade. Tudo que somos, temos e fazemos é fruto das nossas escolhas, daquilo que potencializamos. O que não significa dizer que num piscar de olhos, se desejar, estará com a vida que pediu a Deus em seus melhores sonhos. 

E sabe quando você se dá conta que tem o que merece? Quando conhece as suas emoções, as suas crenças, os seus valores. Aos que não acreditam, meu pedido de desculpas antecipada, mas todo sentimento se transforma em intenção. Logo, se você tem crenças de escassez, de não-merecimento, de cachorro vira-la, me desculpe, mas é isso que você terá. 

Eleve seus pensamentos se quiser elevar seus resultados. Esse é um dos primeiros passos. Tenha coragem de trocar o conforto definido por uma cultura de medo, incerteza e mimimi e escolha ser quem você é! 

Ser quem você é, também é uma escolha. E quando escolhemos ser quem somos precisamos trabalhar muitos medos entre eles, da crítica - não leve nada para o lado pessoal. As pessoas só dão aquilo que elas têm, do julgamento, das pequenices diárias que assolam o mundo, do risco, do insucesso, acredite, este último virá mais cedo o mais ou mais tarde. E você só saberá lidar com ele (insucesso) quando chegar a hora. 

Portanto se quiser ser feliz no trabalho e na vida tenha coragem de ser quem você é. E aqui finalizo o post com o discurso proferido por Roosevelt em 1910, que me fortalece sempre que sinto uma pontada de medo ou duvido do meu potencial. 

“Não é o crítico que conta; Não o homem que aponta como o homem forte tropeça, ou onde o fazedor de ações poderia ter feito melhor. O crédito pertence ao homem que está realmente na arena, cuja face está manchada pela poeira e suor e sangue; Que se esforça valentemente; Que erra, que “quase chega lá” repetidamente, porque não há nenhum esforço sem erro ou falha;

Mas quem realmente se esforça para fazer as obras; Que conhece grande entusiasmo, e grande devoção; Que se consome numa causa digna; Que, no melhor dos casos, conhece no final o triunfo da alta realização e que, no pior dos casos, se falhar, pelo menos falhará tendo ousado muito, de modo a que o seu lugar nunca estará com aquelas almas frias e tímidas que não conhecem a vitória ou a derrota."


Com carinho, 

Simara Rodrigues 

Nenhum comentário:

Postar um comentário