sexta-feira, 30 de novembro de 2018

O poder das relações

"A vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida". Começo o texto de hoje parafraseando Vinícius de Moraes, porque acredito que a nossa vida faz muito mais sentido quando reconhecemos e encontramos amigos ao longo da nossa jornada. 

Maristela Braga, desde o primeiro dia de contato, tornou-se uma referência de Profissional que desejo ser. Educada, simpática, otimista, bem humorada, leve, gentil, focada, incansável na arte de assessorar e servir são algumas de suas características. É o tipo de pessoa que vale a pena conhecer e "modelar" . 

Conheci Maristela assim que ingressei na então Telemar. Ela  era a Secretária do Presidente e há anos estava lotada no Rio de Janeiro. Em Brasília eu assessorava alguns diretores além de ser o ponto focal de assessoria ao Presidente quando visitava a filial, o que acontecia semanalmente. Logo, nossa parceria precisava acontecer de forma sincronizada, respeitosa e amistosa.  O que aconteceu. 

Um dos grandes desafios que reconheço para a atuação dos Profissionais de secretariado está nas relações interpessoais, que por inúmeras vezes é  pautada por competitividade, desrespeito e falta de ética. É vergonhoso quando isso acontece. De toda forma, um dia a máscara sempre cai.

Nos tornamos amigas, sem nunca termos visto uma a outra. Nossas afinidades e paixão pelo secretariado iam confirmando nossa parceria e selando nossa amizade. Ela, com muito mais bagagem, me ensinou muito, não só técnicas mas comportamento, postura e resiliência. Guardo dela as melhores histórias, diria que a caixa preta do Secretariado. Aquilo que nunca se lê em livros, se fala em público e tão pouco se aprende na faculdade. Eis o grande legado da experiência compartilhada por quem sabe o que está falando e fazendo. 

Apenas quatros anos depois da nossa parceria e amizade, nos conhecemos pessoalmente em um evento de comemoração ao Dia da Secretária, promovido pela empresa na Matriz,  localizada no RJ, em que todas as Secretárias do país estivam presentes. 

Para mim, era como se eu já a conhecesse e não foi diferente a forma como nos tratamos. Já não trabalhamos juntas, mas ainda hoje falamos com muita frequência e nossa amizade continua, agora somos parceiras de viagens.  

Outro dia ela me deu um feedback incrível sobre como admirava meu trabalho e minha atuação. Para mim foi uma honra, ouvir da pessoa que tornou-se meu modelo de excelência tal feedback. Me emocionou. 

Moral da história: Estabelecer e cultivar bons relacionamentos não tem a ver apenas com sucesso profissional, mas com sucesso de vida. Por onde passar, faça com que as pessoas tenham as melhores recordações de você, porque no final do dia é isso que importa, o resto é perfumaria. 

Com carinho, 

Simara Rodrigues 


Segunda-feira despretensiosa em Brasília - Nov/2018


quarta-feira, 28 de novembro de 2018

Descubra o seu Ikigai

Outro dia, em uma dinâmica de grupo que aplicamos na empresa que trabalho o exercício era tirar uma pergunta do baralho e todos deveriam responde-la. O objetivo era possibilitar ao grupo uma maior aproximação, conhecendo um pouco mais, a partir das respostas, cada integrando do time. 

A primeira pergunta que tirei foi: "Quem é você profissionalmente" e a resposta estava na ponta língua e com muita energia:

Eu sou movida por paixão. Não me demoro onde não estou completa ou que não está alinhado ao meu objetivo de carreira e de vida. Quando não me sinto 100% comprometida eu me reinvento. Acho estranho as pessoas se acostumarem com aquilo que não traz movimento, paixão e motivação. O que percebo em minhas consultorias é que, principalmente quando você não sabe o que quer, você deixa a vida te levar, e permite que os outros deem o tom da sua caminhada. O problema dessa postura é que você se torna refém das circunstancias. 

Uma ferramenta muito simples que conheci e tenho aplicado sempre que estou em dúvida sobre minhas escolhas e decisões é o IKIGAI. Já ouviu falar? 

A palavra Ikigai, em japonês, significa algo como “a razão de ser”, ou seja, é aquilo que te faz acordar todos os dias e te movimenta em busca da sua missão de vida. É aquilo que você tem certeza que nasceu para viver, que faz seu coração bater forte, o que não significa que você tenha que mudar de cidade, de emprego, de empresa...Muitas vezes, é preciso mudar VOCÊ. 

Particularmente penso que saber para onde vamos e o que queremos fazer é uma das tarefas mais difíceis. Isso porque essa resposta implica em autoconhecimento, autoanalise e uma reflexão profunda acerca dos valores e aquilo que é inegociável. Isso porque aquilo que se aplica para um milhão de pessoas, pode ser exatamente o que NÃO se aplica para você. Uma importante lição, quando passamos a nos conhecer, é não desejar a mesma felicidade que supostamente achamos que o outro possui. 

Abaixo, compartilho a mandala do ikigai para que você possa começar sua jornada de autoconhecimento e realização. Eu gosto muito de um vídeo compartilhado pela Ana, da Annima, em seu canal, mas existe milhares de outros materiais disponíveis na internet. 



Espero que seja útil e faça sentido, afinal, o mundo muda quando a gente muda!