domingo, 1 de abril de 2018

Sobre encerrar e começar ciclos


Caros amigos,

“Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já têm a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos”.

(Fernando Pessoa)

Nada nesta vida é permanente, exceto a mudança! 

E é com essa vibração que encerro um ciclo e parto em busca de novos projetos e realizações. 

Deixo meu mais profundo agradecimento a todos vocês que contribuíram para o meu crescimento pessoal e profissional.

Assim como antes, contem comigo!!!

Por oportuno, deixo os meus contatos....



E foi com essa mensagem que me despedi de pessoas admiráveis e que fizeram parte da minha trajetória. Ironicamente no dia 01/04/2015 encerrei um importante ciclo da minha vida, e após dez anos dedicados a fazer aquilo que fazia meu coração vibrar, eu escolhi viver novas experiências, aprendizados e iniciar um novo ciclo na minha carreira. 


Na época, não me recordo onde, li a seguinte afirmação: “Em cada emprego que tive e em todas as experiências que vivi, soube que era hora de seguir em frente quando já tinha crescido o máximo possível ali”. E Essa e outras falas foram cruciais na minha decisão. Era hora de partir, apesar do medo e das incertezas. 

Deixar a empresa que tinha um verdadeiro caso de amor, foi sem dúvida a decisão mais difícil que tomei até hoje. Se de um lado estava minha paixão pela empresa, pela profissão e por todos os benefícios que ela me proporcionava, do outro lado estavam meus anseios, minhas inquietações, possibilidades e projetos pessoais. Viver é isso, fazer escolhas. O tempo todo! E quando você dá um passo a frente, inevitavelmente alguma coisa fica para trás. 

Desde que decidi seguir novos rumos, novos ares e novas experiências, comecei a ensaiar e mentalizar como estaria daqui a um ano, dois, três, dez.... Hoje, completando três anos da decisão que mudou completamente a minha carreira, eu sou capaz de olhar para traz, com o coração transbordando de gratidão e feliz pela coragem de seguir meus instintos. 

Em 2015, minha vida tomou novos rumos e dei inicio a uma nova fase. Fundei minha empresa, ampliei minhas atividades profissionais, fiz uma transição de carreira e passei a atuar na área de Gestão de Pessoas, com foco em treinamento, desenvolvimento, recrutamento e seleção. Assumi a coordenação de um curso superior que tenho verdadeira paixão e desde então tenho desenvolvido muitas habilidades e competências que até então desconhecia ou não dominava. A vida é sem dúvidas um oceano azul, desde que tenhamos coragem de seguir nosso coração. 

É claro que nem tudo são flores. Foi preciso dar alguns passos para trás, reconhecer alguns GAPs e trabalhar algumas competências. Nada que assuste aqueles que não se conformam com o status quo. 

Ainda hoje sinto saudades de muitas coisas deixadas para trás, ao mesmo tempo que sinto-me realizada em aceitar a minha jornada com o coração leve, aberto e cheio de gratidão. Definitivamente não tenho vocação para lamentações e vitimismo. Para mim, ser feliz é uma escolha.

Lembro-me perfeitamente, como se fosse hoje, que nesse dia (01/04/2015) meu desligamento aconteceu por volta das 09:30 da manhã. Estava eufórica e com medo. Meu Executivo, um pouco nervoso com a situação e talvez apreensivo por mim,  me abraçou carinhosamente, me desejou boa sorte e como não poderia deixar de ser disse meio sem graça: "Antes de ir embora você se incomoda de preparar minha última viagem?". A esta altura eu já deveria, seguindo as normas de segurança de empresa, ter meus acessos bloqueados, o que não aconteceu no meu caso. Uma situação nítida de parceria, cumplicidade e confiança. E claro, tomei, com todo o prazer, as providências necessárias. Naquele dia, como em todos os outros, saí pela porta de frente e deixando todas as portas abertas. Isso não tem preço!

Em 2015, li um texto de Eugênio Mussak que dizia: "Saber exatamente qual é o destino que você deseja em termos de carreira, em termos de vida, é fundamental para que você possa começar a construir o projeto que vai fazer com que você chegue lá. Mas, atenção, conhecer o destino que deseja é apenas parte do processo, é preciso saber também onde você está agora - isso é, quais são suas condições atuais para conciliar o que se tem hoje e o que se deseja para o futuro". E é exatamente isso que fiz e tenho feito.

2018 tem sido um ano grandioso, de muitas promessas, colheitas, realização de projetos e de grandes parcerias. Fruto de tudo que foi plantado ao longo dessa trajetória. Como é bom, olhar pra trás e reconhecer cada conquista. 

A minha dica de ouro de hoje é: Siga a sua intuição e mostre o quão magnífico você é. Este é um direito divino. Não desperdice-o. E que fique combinado, sorte é estar pronto, quando a oportunidade vem. 

Um abraço, 

Simara Rodrigues





 Copa de 2014 e estávamos todos "juntos e misturados". O coração cheio de amor pela empresa e pelo jogo :)  



Nenhum comentário:

Postar um comentário