quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Comece pelo Por que




Ser mãe de um rapaz de 20 anos traz muitos benefícios, entre eles a capacidade de estar sempre atualizada - com estilos musicais, conceitos, novas formas de comunicação e tendências. Verdadeiramente adoro conviver com esta geração e talvez por isso me considere uma eterna garota. E foi a partir das minhas conversas com o meu filho, que conheci Simon Sinek, autor do livro “Start With Why” cuja versão em português recebe o título de “Por Quê?: Como grandes líderes inspiram ação”, livro que surgiu a partir do TED com o mesmo título. 


O que mais chama atenção dentre as ideias de Sinek é o chamado “Golden Circle” - Circulo dourado - que abordei rapidamente em minha palestra no Congresso Internacional - COINS e prometi comentar aqui no blog e que faz muito sentido quando pensamos sobre o nosso propósito. A inquietação central de Sinek é basicamente a seguinte: “por que nós fazemos o que fazemos”. 


"Todo mundo tem uma razão. Por que você se levanta de manhã? Por que sua organização existe? Seu Porquê é o propósito, causa ou crença que o inspira a fazer o que você faz. Quando você pensa, age e comunica começando com Por que, você pode inspirar os outros".


É importantíssimo destacar que esse POR QUE não tem nada a ver com lucro. Lucro, nessa linha de raciocínio, é resultado. Logo, o que Sinek propõe é: "As pessoas não compram o que você faz, mas por que você faz" e ele percebeu que todos os lideres inspiradores e organizações do mundo, pensam, agem e se comunicam exatamente da mesma forma. E foi percebendo isto que desenvolveu o "Golden Circle" que funciona em três níveis: 

What (o que) - Cada pessoa, cada organização no planeta sabe 100% o que faz 
How – (como) Algumas sabem como fazem e como funciona o processo 
Why - (Por que) Mas poucas pessoas ou organizações sabem porque fazem o que fazem. Porque a sua Organização existe? Porque você sai da cama pela manhã? 

Durante sua explicação, Sinek traz um simples exemplo:

Se a Apple fosse como todas as outras, uma mensagem de marketing seria algo como:


"Nós fazemos ótimos Computadores
Eles são lindamente projetados, fáceis de usar, possui interface amigável."
Quer comprar um? Não.


"É assim que a maioria de nós se comunica, é assim que o marketing é feito, é assim que as vendas são feitas".

"Nós dizemos o que fazemos, como somos diferentes ou como somos melhores e nós esperamos algum tipo de atitude, uma compra, um voto, alguma coisa do tipo."

"Sempre vejo empresas dizendo, nós fazemos os melhores produtos, os mais bonitos, nós utilizamos as melhores tecnologias, nós somos os melhores. Mas nada disso é inspirador".

É assim que a Apple atualmente se comunica:

"Tudo o que fazemos, nós acreditamos em desafiar o status quo.
Nós acreditamos em pensar de forma diferente.
A forma que desafiamos o status quo.
É fazer nossos produtos bem projetados, fáceis de usar e interface amigável.
Acabamos fazendo excelentes computadores.
Quer comprar um?"


"Isso prova que as pessoas não compram o que você faz. Elas compram o porquê você faz."


Em seguida ele diz: "Se você contratar pessoas apenas porque elas podem fazer um trabalho, elas vão trabalhar pelo seu dinheiro, mas se você contratar pessoas que acreditam no que você acredita, elas vão trabalhar para você com o sangue suor e lagrimas."

Portanto, se você quer realmente fazer a diferença comece pelo por que, mas comece pelo SEU por que. É essa pergunta que irá direcionar suas ações, suas escolhas, seu passos, seus desafios e que sustentará o seu discurso. E a partir desse exercício, simples, você aprenderá a viver com o que realmente é essencial, te faz feliz e faz sentido. 

Assista o vídeo -  Vale muito a pena. 










Para saber mais sobre o autor clique no link abaixo: 



Nenhum comentário:

Postar um comentário